Tag Archive: noite


Para quem pratica surf, ou outros tipos de esportes, um fator sempre foi fundamental para conseguir curtir a água: a luz do Sol. Entretanto, a tecnologia está sempre avançando e possibilitando novas soluções para deixar as atividades mais fáceis e seguras. Um bom exemplo disso são os objetos iluminados com LED, que permitem (além de um belo visual estilo Tron) aproveitar qualquer hora do dia (ou da noite). Veja alguns exemplos de uso:

Pranchas de Surf
prancha surfe led
prancha-surfe-led2

Uma das primeiras (e com mais repercussão das) notícias foi a fabricação das pranchas de surfe da marca Pukas Surf. Anunciadas no final do ano de 2011, as pranchas possuíam as laterais, apêndices e outras partes iluminadas por esse pequeno (porém potente) tipo de lâmpada. Isso possibilitava uma boa visão noturna, tanto de quem está olhando de longe como quem está em cima do equipamento (é possível ter uma boa percepção ao redor, mesmo com o ambiente escuro).

prancha surfe led4

Apesar da fabricante ter anunciado que haveriam pouquíssimas unidades da prancha disponíveis (por ser um modelo protótipo), a repercussão em noticiários, internet e toda a comunidade de surfistas foi muito grande. Por conta disso, mais modelos estão sendo fabricados, e aos poucos, sendo disponíveis ao público em geral. Novos aperfeiçoamentos foram feitos desde então: As pranchas estão mais leves, é possível recarregá-las como um celular, e até mesmo um sistema de emergência (que usa a iluminação para chamar a atenção a noite).

A fabricante e os especialistas alertam, entretanto, que o uso de iluminação a noite costuma atrair animais marinhos. Portanto, deve-se ter precaução ao usar em áreas perigosas, ou com alto índice de ataques de tubarões. Apesar disso, a prancha já foi usada em mais de cinco países, em três continentes diferentes (inclusive Espanha, Portugal, França, Marrocos e Brasil), todos com 100% de sucesso.

Stand Up Paddle e Caiaques
led-Stand-up-paddle
caiaque-led

A fabricante Nocqua anunciou no final de 2013 o sistema de iluminação Nocqua 2000 LED. A prática do Stand up paddle se tornou um dos esportes com maior crescimento de participantes no Mundo (em grande parte porquê é mais acessível que o surf: Não depende das ondas e é possível estar em qualquer tipo de locação). O sistema consiste em fixar 72 lâmpadas LED embaixo das pranchas. Diferente de outros sistemas baseados nessa iluminação (em que a luz costuma sempre apontar um feixe de luz sempre à frente), a luz dá uma iluminação de 360° em volta da prancha, permitindo ao usuário ver em todas as direções.

O sistema, desenvolvido por Billy Rossini no começo de 2013, consiste em duas “alças”, cada uma com uma barra de LED, que juntas podem durar até 2 horas com a ajuda de uma bateria de lítio a prova d’água. Como esse sistema foi desenvolvido para ser facilmente anexado e removível, é possível utilizá-lo em outros equipamentos, como caiaques e canoas.

Bicicletas
bicicleta-rodas-led4

Não é somente na água que muitas pessoas gostariam de aproveitar a noite. Em grandes metrópoles, ou lugares com extremo movimento de bicicletas (como Amsterdam), o uso da iluminação noturna é um grande aliado para a segurança dos ciclistas. Uma empresa da Carolina do Norte, a Revoligths, iniciou em 2011 um projeto de investimento coletivo que consistia em incorporar as luzes LED diretamente nas rodas das bicicletas. Após o grande sucesso (e ajustes no complexo método de fabricação), foi desenvolvido o Revolights City v2.0, que combina estilo com segurança. As luzes, assim como os carros, parecem com breques e faróis. A iluminação aumenta conforme a pessoa pedala, deixando mais fácil a visualização do caminho e permitindo que motoristas percebam a bicicleta chegando. As rodas vêm com baterias que podem ser removidas e carregadas via USB, que duram por muitas horas.
bicicleta rodas led2 bicicleta rodas led

Para quem deseja iluminar a estrutura da bicicleta, a empresa de Los Angeles Pure Fix Cycles desenvolveu o que chamam de “a primeira bicicleta que brilha no escuro”. Apesar de outras empresas já terem desenvolvido essa pintura, os projetos não tiveram muito sucesso por conta do alto custo do produto final. A empresa defende que sua série de bicicletas luminosas, chamada de “GLOW Series”, possui um preço muito mais acessível, além de oferecer opções simples para quem precisa simplismente pedalar em um espaço urbano.

bicicleta brilha escuro

Partes da sua estrutura são cobertas com tinta brilhante especial, que são visíveis após escurecer. Segundo a Pure Fix, uma hora de luz do dia consegue deixar a pintura brilhar por um pouco mais de uma hora à noite. Para quem utiliza a bicicleta ao entardecer, pode ser uma desvantagem. Mas para os usuários que estão pedalando por mais tempo, o brilho vai (consequentemente) durar mais que o normal. Além disso, as luzes urbanas, como lâmpadas de postes, e faróis de carros, também ajudam a aumentar a visibilidade da pintura brilhante. Os modelos variam de tamanho, de 47 cm a 61 cm, com várias opções de customização disponíveis.

Fontes:

Pukas Surf
Eco Citizen Australia
Mashable
NBC News

Anúncios

champanhe-estourando

Todos já estamos acostumados com a clássica visão da celebração do Ano Novo: Vários fogos de artifício, shows e a famosa contagem regressiva nas principais cidades do Mundo (Nova York, Sydney, Rio de Janeiro…). Entretanto, nem todos os lugares celebram assim. Em algumas regiões específicas, os costumes podem adicionar muita variadade na celebração. Aproveite o clima de comemoração e conheça algumas tradições (estranhas) em outros países e comemore na próxima vez que for viajar!

Irlanda – Folhas de visco são colocadas no travesseiro

folhas-de-visco

As mulheres solteiras na Irlanda esperam para a noite de Ano Novo para aguardar a chegada do seu amor verdadeiro. As folhas de visco é colocada embaixo do travesseiro na esperança que no próximo ano seja possível encontrar seu futuro marido. Além disso também acredita-se que o visco ajuda a se livrar do azar. Detalhe que o visco também é usado na cultura norte americana (simbolizando um beijo para o casal que estiver presente abaixo da planta).

Dinamarca – Quebra de pratos (na porta dos vizinhos)
pratos-quebrados-dinamarca

Nessa época do ano, quebrar pratos, copos, vidros e outros utensílios de cozinha na porta dos vizinhos (estranhamente) os deixam contentes: A família com o mais número de objetos quebrados é considerada com mais sorte por ter os amigos mais leais.

México – Conversas com espíritos
mexico-celebracao-espiritos

No México, conversar com espíritos já faz parte da cultura e costumes locais: Os mexicanos acreditam fielmente que podem se comunicar com a alma dos seus entes queridos (Sua celebração, o Dia dos Mortos é comemorado em 2 de Novembro). A Noite de Ano Novo é considerada a melhor época para se comunicar com aqueles que já se foram para transmitir uma mensagem pedindo por orientação. Essa prática não é feita em casa, ou individualmente: vários estabelecimentos oferecem “sessões” de comunicação com a espiritualidade e meditação.

Filipinas – Formas redondas nas roupas e comida
circulos-bolinhas-roupas

A regra no Ano Novo é usar tudo que possa ser redondo: As ruas ficam cheias de pessoas usando roupas com estampas de bolinhas ou qualquer outra forma circular. Além disso, as refeições são compostas por frutas e ingredientes com formatos redondos. Os locais acreditam que isso irá trazer prosperidade, pois eles associam as formas arredondadas com moedas e riqueza.

Escócia – Festival de fogo
Hogmanay-Festival-escocia

O Hogmanay Festival, um perigoso festival que ocorre sempre no último dia do ano, envolve uma passeata de várias pessoas que cruzam as ruas segurando bastões com bolas de fogo. Elas ficam girando os bastões várias vezes sobre a cabeça para trazer purificação e iluminação. De acordo com os locais, essa celebração é quase tão antiga quanto os vikings (por esse motivo o festival é celebrado de forma temática, com várias tradições e cantorias).

Alemanha – O mesmo programa de tv todos os anos
dinner-for-one-seriado

Para quem achava que o Brasil era o único país com suas programações de tv repetidas (com os mesmos shows de Roberto Carlos todo ano), a Alemanha possui um equivalente (ou quase). Já é costume no país assistir o mesmo programa de tv em toda noite de Ano Novo. O “Dinner for One” é um sketch  humorístico inglês desenvolvido para o teatro, e mais tarde lançado na tv em 1963, que conta a história de uma senhora que tem o mesmo tipo de jantar todo ano. Na Alemanha, virou costume assistir desde 1972, e não parou desde então (virando um programa praticamente integrado nos horários de vários canais de televisão).

Holanda – Canhões de balde de leite
canhão-escocia-ano-novo

Uma vez por ano, vários holandeses enchem baldes de leite com carboneto e água, martelam a tampa (selando o balde) e esquentam com uma tocha. A mistura química resulta num “canhão caseiro” que explode para celebrar o Ano Novo. O ritual foi criado antigamente para espantar maus espíritos e foi mantido desde então.

Fontes:
Smashing Lists
Cracked

Para os amantes de museus, a cidade de Nova York possui um acervo invejável. Uma boa amostra de um dos locais mais famosos da cidade pode ser conferida no filme Uma Noite no Museu (Night at the Museum), de 2006. Apesar das cenas internas terem sido filmadas em Vancouver, foi dado o trabalho de manter a ambientação fiel ao local original. Além disso, as cenas externas foram gravadas no museu de verdade.

O filme, baseado no livro lançado em 1993, conta a história de Larry Daly, que aceita trabalhar no período noturno do Museu Americano de História Natural (American Museum of Natural History), mas descobre que todas as exposições ganham vida quando o sol se põe.

uma noite no museu t rex

Fundado em 1869, o local é um dos maiores e mais respeitados do mundo. Localizado próximo ao Central Park, o complexo contém 27 espaços interconectados com 45 halls de exibição permanentes (além de planetário e biblioteca). O acervo possui mais de 32 milhões de espécies de plantas, animais, fósseis, minerais, meteoritos e artefatos humanos (desses, apenas uma pequena parte pode ser vista a qualquer dia). Todo esse espaço ocupa 150.000 m². O Museu tem uma equipe científica permanente de 225 pessoas. A instituição também patrocina mais de 120 espedições por ano e recebe em média um milhão de visitantes anualmente.

Museu nova york fachada frente

A seguir, algumas obras que estão no museu, assim como no filme:

Tiranossauro Rex
Localização: 4° Andar
 
 O maxilar de 1.2m, os dentes de 15 cm e os ossos incrivelmente grandes mostram como esse dinossaurofoi um dos maiores que já existiram. O esqueleto de Tiranossauro Rex está localizado na parte superior do museu, diferentemente de como é mostrado no filme (que permanece na entrada).
Estátua de Theodore Roosevelt
Localização: Fora do Museu
 
 Chamado também de Teddy Roosevelt, foi um dos presidentes norte americanos. Possui uma estátua em sua homenagem no museu, assim como no filme. Porém, ela se localiza no lado de fora, e não é feita de cera. O monumento foi construído em 27 de Outubro de 1940. A imagem é acompanhada por duas figuras: um índio nativo americano e um africano, simbolizando os continentes da América e África
Estátua da Ilha de Páscoa
Localização: 3° Andar
 
 A cabeça gigante é feita a partir de um molde trazido da Ilha de Páscoa na década de 30. Cerca de 250 estátuas permanecem na ilha (entre totalmente e parcialmente conservadas). Algumas possuem mais de 9 metros de altura e pesam até 40 toneladas. Talvez por ser tão antiga ela possui um dialeto primitivo no filme
Hall dos Mamíferos Africanos
Localização: 2° Andar
 
 O Salão mostra os grandes animais presentes na África. No centro do local, está um grupo de oito elefantes (posicionados como se estivessem em disparada), cercados por 28 projeções de diferentes animais. Esse cenário oferece um vislumbre da diversidade animal e vegetal africana. No filme, entretanto, os leões estão posicionados ao centro.

uma noite no museu poster

Uma Noite no Museu
Comédia/Aventura
EUA, 2006
Distribuidora: Fox Film
Direção: Shawn Levy
Roteiro: Ben Garant, Daniel Goldin, Joshua Goldin, Thomas Lennon
Elenco: Ben Stiller, Owen Wilson, Robin Williams

Fonte: American Museum of Natural History

%d blogueiros gostam disto: