Tag Archive: inglaterra


Viajar e visitar uma bela praia já é uma experiência revigorante. Se for somado ainda a sorte de presenciar a bioluminescência, a visita vira inesquecível!
Também conhecido como maré vermelha (por alguns casos em que a água a água ganha um tom vermelho-enferrujado), esse fenômeno natural ocorre com várias espécies, vertebradas e invertebradas, por reações químicas que resultam em luz. No caso dos mares, várias dessas luzes são formadas por microorganismos, como plânctons que se utilizam dessa técnica para afugentar alguns tipos de predadores.

A reação química que ocorre nos organismos é parecida com o funcionamento de um bastão luminosos. Os plânctons se “acendem” com qualquer agitação, apesar de ser por apenas alguns momentos. Quanto maior a agitação, mais forte será o brilho (normalmente, os barcos que ajudam a criar os efeitos mais intensos). Alguns lugares atraem mais ou menos tipos desses organismos dependendo dos nutrientes das águas, mas o resultado nunca deixa de ser quase mágico! Abaixo algumas locações em que esse tipo de evento é mais comum:

 

Oceania


Cairns, Austrália

Cairns australia

O tipo de ambiente dessa cidade australiana é muito favorável para a floração de algas. As flores das plantas são levadas pelas águas carregando milhões de organismos luminosos.

Lagos de Gippsland, em Victória, Austrália

Gippsland, em Victoria australia2 Gippsland, em Victoria australia

Vários incêndios ocorreram na região em 2006, seguidos por uma forte enchente, em 2007. Esses eventos levaram a um crescimento altíssimo de cianobactérias (também conhecidas como algas verde-azuladas). Após aproximadamente um ano, as flores das algas se desenvolveram, tornando o ambiente propício para este fenômeno.

América do Norte

Praia de Manasquan, Nova Jersey, Estados Unidos

Manasquan Beach, NJ

Mission Bay, San Diego, Califórnia, Estados Unidos

Mission Bay, San Diego, Califórnia

Praia de Torrey Pines, San Diego, Califórnia, Estados Unidos

Torrey-Pines-Beach,-San-Diego

 

Cortez, Flórida, Estados Unidos

cortez florida

América central – Caribe

Mosquito Bay, Vieques, Porto Rico

mosquito-bay2 mosquito-bay

Na região do Caribe, esse fenômeno já era registrado desde o período colonial. No século 17, exploradores espanhóis tentaram fechar a baía de mosquito bay e separá-la do mar, tentando impedir a bioluminescência. O motivo dessa tentativa foi o fato de acreditarem que as luzes eram criação do diabo. Ao reduzir o fluxo da água do mar na baía, os espanhóis aumentaram a concentração de vitamina b12 (liberada pelas árvores dos manguezais), e também aumentaram drasticamente o número de microorganismos. Um galão normal de água da baía continha cerca de 750 mil destes seres.

Trelawny, Jamaica

Luminous-Lagoon,-Trelawny,-Jamaica2 Luminous-Lagoon,-Trelawny,-Jamaica

 

Ásia

Ilhas Maldivas

Alguns desses organismos são grandes o suficientes para se ver a olho nu. Eles se estendem por grande parte da praia e o visual se assemelha com glitter (Ao andar, ou nadar sobre eles, até mesmo as pegadas na areia brilham!)

maldivas2 maldivas

Krabi, Tailândia

krabi tailandia

Toyama, Japão

japao

Este caso não são exatamente plânctons. Estas são lulas que emitem luz por todo seu corpo. Apesar de normalmente viverem nas profundezas do mar, a maré pode empurrá-las para a superfície.

Europa

Zeebrugge, Bélgica

belgica

Os tipos de organismos dessa região são chamados de “faísca do mar”. A água nutritiva e uma alta fonte de alimentos para o plâncton são uma boa combinação para crescerem nessa local.

Norfolk, Inglaterra

inglaterra

A cidade é uma das mais conhecidas para se ver o fenômeno no Reino Unido. O brilho também pode ser visto em águas rasas e salgadas, principalmente depois de um longo período de luz do sol.

Fonte:
Matador Network

 

 

heathrow cheiros

Sempre existe uma maneira diferente de se conhecer sobre outros países. Estamos acostumados à imagens, souvenirs e mapas, mas nem sempre os cheiros (apesar de muito característicos) tiveram tanta atenção quanto as outras qualidades dos destinos. Foi pensando nisso que o Aeroporto Internacional de Heathrow, em Londres, na Inglaterra, desenvolveu o Scent Globe  (Perfume Global, em tradução livre), um globo onde os visitantes tem a oportunidade de conhecer vários aromas de alguns destinos ao redor do Mundo.

Para isso, foram focadas cinco regiões (África do Sul, Brasil, Japão, China e Tailândia) e junto com a Design in Scent (Especializada em estudos científicos de fragrâncias e seus efeitos nos sentidos), a enorme estrutura foi colocada no Terminal 2 do aeroporto, onde os passageiros podem ter uma prévia de seus destinos antes mesmo de terem chegado até o local desejado. Segundo os responsáveis, os cinco destinos escolhidos têm características muito específicas e únicas, fazendo com que as sensações sejam as melhores e mais marcantes para nosso olfato . Para cada um deles temos:

  • Brasil: Acolhe a fragrância de suas ricas florestas tropicais e úmidas com uma mistura de amostras de café, tabaco e jasmim
  • África do Sul: Captura a aventura dos Safáris com incensos tribais, grama natural e almíscar (característico de Cape Hyrax e extraído de rochas na África do Sul, foi enfatizado que o meio embiente não foi afetado)
  • Japão: Demonstra tons frescos do oceano com uma mistura de ervas marinhas e extratos de conchas. Também é possível sentir chá verde e âmbar cinza, substância que é possível ser encontrada no sistema digestivo de baleias). também foi enfatizado que o âmbar é sintético, não tendo prejudicado nenhum animal
  • China: Incensos de templos místicos e sutis fragrâncias de Osmanthus (flor exótica local) criam uma “explosão do oriente”
  • Tailândia: Transporta até o oriente em um instante com os cheiros de citronela, gengibre e coco
  • heathrow cheiros2

Os cinco destinos são apenas uma amostra dos 180 destinos de 28 países que o colossal aeroporto oferece, mas um dos motivos desses destinos serem escolhidos é a grande popularidade entre os viajantes britânicos: Mais de 11 milhões de pessoas por ano em mais de 50 mil voos viajam indo e vindo nesses países, levando em conta 69 destinos entre eles. Além disso, mais pessoas terão a oportunidade de sentir seus cheiros: o Terminal 2 (recém finalizado) opera com 26 companhias aéreas. Apenas nos últimos 5 meses, 3,5 milhões de passageiros saem desse local em mais de 21 mil voos.

 

Fontes:
Skift
Heathrow

 

 

 Organizado pela UNESCO para estimular a leitura, pubicação e direitos dos autores, o Dia Mundial do Livro foi celebrado pela primeira vez no dia 23 de Abril de 1995. O escritor Miguel de Cervantes havia morrido neste dia e, como uma forma de homenagem, a Espanha declarou a data que mais tarde foi incorporada ao Mundo todo. Como ler é uma forma de viajar (pois te transporta a varios lugares diferentes), nada melhor que conhecer lugares icônicos relacionados à literatura para se visitar em sua próxima viagem!

 

Ernest Hemingway (21 de julho de 1899 – 2 de julho de 1961
 Famoso por: O Velho e o Mar, O Sol Também Se Levanta
 Seu estilo de escrita teve uma forte influência em obras de ficção do Século 20, além de seu estilo de vida e imagem pública terem influenciado suas próximas gerações. Hemingway produziu a maior parte dos seus trabalhos entre 1920 e metade da década de 50. Ganhou o Prêmio Nobel de Literatura em 1954.

 


Fundação Ernest Hemingway – Local de Nascimento e Museu (
Oak Park, Illinois, Estados Unidos) 

Casa-Ernest-Hemingway

É possível observar com detalhes todos os cômodos da casa onde o autor nasceu, em 1899. Construída pela sua avó e recentemente restaurada, o jovem Hemingway passou os primeiros 6 anos de sua vida na residência com decoração vitoriana. No museu (bem próximo à residência), vários artefatos e fotos raras estão em exposição (incluindo seu diário de infância e cartas de pessoas que mais tarde seriam sua inspiração para outros personagens literários). Outras atrações mostram também a paixão do autor por natureza e artes, além de seu envolvimento nos cenários das Guerras Mundiais e o mundo dos filmes.

Herman-Melville
Herman Melville (1 de agosto de 1819 – 28 de setembro de 1891)
 Famoso por: Moby Dick
O escritor e poeta Norte Americano tinha obtido muito sucesso no lançamento de suas primeiras obras, mas sua popularidade acabou diminuindo ao longo dos lançamentos de seus livros seguintes, por volta de 1849. Dizem que um dos motivos de seu maior fracasso como literário foi a indiferença do público em relação ao seu trabalho Moby Dick (hoje considerada sua maior obra). Quando morreu, em 1892, Melville estava praticamente esquecido. Foi somente na ocasião do centenário de sua morte que seu trabalho ganhou reconhecimento

 


Túmulo de Herman Melville, Cemitério Woodlawn, Bronx, Nova York
 


Túmulo-Herman-Melville

Oscar-Wilde
Oscar Wilde (16 de outubro de 1854 – 30 de novembro de 1900)
 Famoso por: O Retrato de Dorian Gray
O escritor irlandês desenvolveu diferentes estilos ao longo dos anos de 1880 e acabou se tornando um dos dramaturgos mais populares de Londres uma década depois. Hoje, ele é lembrado por suas peças, obras literárias e sua prisão que acabou levando ao resultado de sua morte precoce

 


Casa de Oscar Wilde – Irlanda
 

casa-Oscar-wilde

O local serviu como residência para autor entre os anos de 1855 a 1878. Seu projeto de restauração envolveu a reforma de antigos móveis, pisos, papéis de parede e vários outros objetos que pertencem a casa. O hall, as escadas e o primeiro andar foram descorados com pinturas históricas, espelhos antigos e móveis que reproduzem com fidelidade o estilo georgiano da época da Irlanda.A antiga sala de consultas do pai do artista, localizada no terceiro andar, está totalmente preservada com vários itens originais. O porão da casa se tornou um café frequentado pelos turistas e estudantes (que podem fazer programas de estudo dentro da residência).

Liev-Tolstoy
Liev Tolstoy (9 de setembro de 1828 – 20 de novembro de 1910)
 Famoso por: Guerra e Paz, Anna Karenina
O Autor de novelas e contos era considerado um mestre de ficção realista, além de um dos maiores romancistas do Mundo. Junto de outros autores russos, como Dostoiévski, Turgueniev, Gorki e Tchecov, contribuiu em grande parte para a literatura do país. Conhecido também por sua personalidade complicada e paradoxal, possuía visões moralistas e extremamente espiritualizada (que ele atribuiu a uma crise moral e esclarecimento espiritual nos anos de 1870)

 

Casa de Liev Tolstoy, Yasnaya Polyana, Russia

Casa-Liev-Tolstoy
O lugar onde o escritor nasceu e escreveu duas de suas maiores obras está localizado a quase 200 km da capital Moscou. Foi ocupado pelos nazistas por 45 dias durante a Segunda Guerra Mundial, mas todo o seu conteúdo original continua no local (Por sorte, 110 pacotes com grande parte do conteúdo do museu conseguiu ser evacuado para Moscou na época da invasão alemã)

 

Friedrich-Nietzsche
Friedrich Nietzsche (15 de outubro de 1844 – 25 de agosto de 1900)
 Famoso por: Nietzsche contra Wagner, Genealogia da Moral, uma Polêmica
O filósofo (e também crítico, poeta e compositor) alemão é internacionalmete reconhecido por vários textos onde se questiona temas como religião, moralidade, cultura contemporânea, filosofia e ciência (sendo que seus trabalhos são usados como base de discussão até os dias de hoje)

 

Casa de Friedrich Nietzsche, Sils-Maria, Suíça

casa-Friedrich-Nietzsche

A casa onde Nietzsche viveu entre os verões de 1881 e 1883 até 1888, oferece uma incrível biblioteca pessoal do filósofo: Ela contém uma das coleções de livros mais completas de vários idiomas que o autor já colecionou

charles-dickens
Charles Dickens (7 de fevereiro de 1812 – 9 de junho de 1870)
 Famoso por: Oliver Twist, Um Conto de Natal
O escritor (e também crítico social) criou alguns dos mais lembrado personagens fictícios da literatura e é lembrado como o mair romancista da Era Vitoriana. Foi elogiado por muitos de seus colegas escritores (Por seu realismo, comédia, estilo de escrita e caracterização) e também criticado por outros (Falta de profundeza psicológica, escrita relaxada e presença constante de sentimentalismo)

 


Casa e Museu de Charles Dickens – Inglaterra

casa-museu-charles-dickens

Sua casa onde viveu de 1837 a 1839 foi fielmente restaurada e expõe vários manuscritos, edições raras de suas obras, itens pessoais, pinturas (e outras obras visuais), além de uma biblioteca de pesquisa (que possui itens exclusivos do museu)

Washington-Irving
Washington Irving (3 de abril de 1783 – 28 de novembro de 1859)
 Famoso por: A Lenda do Cavaleiro sem Cabeça
Washington Irving, apesar de biógrafo e historiador, ficou reconhecido pelo grande sucesso do seu conto The Legend of Sleepy Hollow (Ou “A Lenda do Cavaleiro sem Cabeça), que adaptou o conto antigo germâncio para sua época e continou fazendo sucesso até os dias de hoje.

 

Túmulo de Washington Irving – Cemitério de Sleepy Hollow, Nova York
Tumulo-Washington-Irving

Foi enterrado no Cemitério onde escreveu seu conto mais famoso. Sua lápide está localizada próxima à antiga Igreja Holandesa, que em sua história, era o local de descanso do lendário Cavaleiro sem Cabeça. Hoje o local oferece passeios e diversas informações sobre o escritor.

arthur-conan-doyle
Arthur Conan Doyle (22 de maio de 1859 – 7 de julho de 1930)
 Famoso por: Série Literária Sherlcok Holmes
Arthur Conan Doyle foi o responsável por ter criado a série de livros do mais famoso detetive de todos os tempos: Sherlock Holmes. Sua influência de obras (que inovaram o gênero policial) se estende em filmes, séries e textos até os dias de hoje. Entre outros de seus trabalhos estão histórias de fantasia e ficção científica, peças de teatro, romances, poesias e textos não ficcionais e históricos

 

Estação de Baker Street – Londres
estacao-baker-street-Arthur-Conan-Doyle

A estação Baker Street, localizada dentro do imenso sistema de metrô de Londres é uma das primeiras a serem construídas na área subterrânea, em 1863. O nome também é dado à rua onde vive o personagem principal de Conan Doyle, Sherlock Holmes. Como homenagem, vários azulejos por volta da estação são decorados com a icônica silhueta de detetive e seu cachimbo.

Fontes:
Flavor Wire
Ernest Hemingway Foundation of Oak Park
American College Dublin

Você sempre gostou de resolver enigmas e labirintos em revistas? Algumas pessoas levavam isso mais a sério: Em várias regiões do mundo, os labirintos eram usados como armadilhas para maus espíritos e locais para danças e rituais religiosos. Na Idade Média, o significado espiritual se tornou ainda mais forte: Era como uma travessia para se chegar a Deus, e seu caminho era considerado uma peregrinação. Antes usados como itens de religião e meditação, hoje são considerados como  um entretenimento. Entretanto, isso não tirou a grandeza de inúmeras obras que existem pelo Mundo:

Plantação de Abacaxis da Dole (Dole Plantation) – Hawaii, Estados Unidos
labirinto-dole-plantation-hawaii-abacaxi
Considerado o labirinto mais comprido do Mundo pelo Guinness em 2001, ele se localiza em Waimea Bay, na Ilha de Oahu no Hawaii. Quem “criou” essa estrutura foi a Dole Corporation, empresa alimentícia que desenvolveu na região uma extensa plantação de abacaxis. É possível observar boa parte da flora presente nas ilhas enquanto se busca as estações que ajudam a completar o desafio do labirinto. Os “competidores” que terminarem o percurso mais rápido ganham um prêmio e entram na História do Labirinto, tendo seus nomes gravados numa placa logo na entrada da atração.Além disso, também é possível obter um tour de 20 minutos que mostra o legado do cultivo de abacaxis e a agricultura no Hawaii. o Plantation Garden Tour oferece aos visitantes uma oportunidade de conhecer o passado e o presente da agricultura do Estado.

 

Labirinto de Reignac-sur-Indre – Touraine, França
labirinto-Reignac-sur-Indre-franca
Localizado em Touraine, província da França, já foi considerado o maior labirinto feito de plantas do Mundo. Por conta das estações do ano, muitas vezes aparece com um novo visual na primavera após a intensa neve do inverno, graças a uma jardinagem cuidadosa e planejada. Em 1996, em seu ano de estreia, mais de 85 mil pessoas aceitaram o desafio de encontrar o caminho no labirinto de 40 mil m².
Fazenda Cherry Crest Adventure, Pensilvânia, Estados Unidos 
labirinto-Cherry-Crest-milho-pensilvania
Essa plantação de milho em Lancaster County, na Pensilvânia é tão desafiadora que dois instrutores “mestres” trabalham em tempo integral para guiar turistas perdidos que tentam atravessar o labirinto de mais de 4 km de caminhos (cheio de pátios, pontes e curvas inesperadas.


Fazenda Davis Farmland, Massachusetts, Estados Unidos
labirinto-milho-davis-mega-maze-Massachusetts
O labirinto Davis Mega Maze é considerado único. Isso porque sua estrutura muda completamente a cada ano (por isso os visitantes nunca sabem o que vão encontrar em seu passeio).

 

Jardim do Palácio de Longleat, Inglaterra 
labirinto-palacio-longleat-inglaterra
Faz parte de um jardim do palácio rural próximo a cidade de  Warminster, na Inglaterra. Suas mais de 16 mil  árvores formam um percurso de cerca viva que cobre mais de 3 km de caminhos. As pontes de madeira construídas dentro do terreno revelam  outra característica incomum: É um labirinto com três dimensões.
Ashcombe – Austrália
labirinto-Ashcombe-australia 
A cidade de Ashcombe fica próxima de Melbourne, e abriga o que é hoje considerado o mais antigo labirinto da Austrália. Como recorde mundial, também é o mais velho labirinto de flores, com 217 variedades de rosas em 1.200 arbustos.

 

Lands End, São Francisco – Estados Unidos
labirinto-Lands-End-sao-francisco
Na cidade de São Francisco, em sua área da baía, está o labirinto de Lands End. Sua vista permite observar a Golden Gate, toda a baía, a Angel Island e boa parte do horizonte da cidade. É conhecido por vários espiritualistas por ser um lugar de grande beleza e tranquilidade.

 

Labirinto de água em Victoria Park – Bristol, Inglaterra
labiritno-Victoria-Park-agua-bristol-inglaterra
Esse labirinto de água fica ainda mais distinto quando é cheio pela água da chuva. É distinto por ser baseado no labirinto da Catedral de Chartres, da França, tendo uma simbologia muito importante na concepção cristã. Com uma simbologia que remete à figura da cruz, os fiéis acreditam que devem andar num padrão particular pelo caminho.
Villa Pisani – Stra, Itália 
labirinto-vila-pisani-italia
Criado no começo do século 18, é considerado como um dos mais difíceis do mundo. Está localizado na cidade de Stra, na Itália, e possui várias camadas de vias em doze círculos concêntricos, com arbustos bem altos, que levam até uma torre ao centro. Se tornou muito famosa por ser visitada por figuras históricas, como Napoleão Bonaparte, Adolf Hitler e Benito Mussolini.

Fontes:
Environmental Graffiti
Web Ecoits

foto-matéria-wp

Às vezes os filmes conseguem nos envolver tanto que não percebemos que vários deles se passam no mesmo local (isso sem contar as técnicas de ambientação, iluminação e cenários, que podem distrair até mesmo os olhos mais atentos. Assim como atores, certas locações costumam ter um alto valor quando se vai gravar um filme. Continue lendo

Souvenirs x pontos turísticos

À primeira vista, parece ser um monumento/paisagem que sempre vemos. Mas olhando com atenção, você verá que é apenas um objeto de decoração, também chamado de Souvenir.

Continue lendo

%d blogueiros gostam disto: