Tag Archive: berlim


bandeira-alemanha-muro-berlim-rachado

Um dos fatos mais conhecidos da capital da Alemanha, Berlim, foi o seu muro que dividiu (entre os anos de 1961 a 1989) não só o território alemão, mas também simbolizou a divisão do mundo em dois blocos durante a Guerra Fria. A estrutura fortificada criada pelo lado Oriental possuía 156,4 km de extensão, cercando completamente o que era então a Berlim Ocidental.

Pouco do que sobrou do Muro de Berlim sobrevive hoje na capital alemã. A barreira icônica que existiu estre os lados Ocidental e Oriental foi derrubada, e seus “pedaços” foram repartidos ou leiloados. Entre 1961 e 1989. Nos dias de hoje, o “trecho” mais conservado do muro (que possui cerca de 1,3 km de extensão) pode ser visto na East Side Gallery, na rua Mühlenstrasse. Para se ter uma ideia do tamanho reduzido, é possível observar o monumento inteiro em pouco menos de 20 minutos.

east-side-gallery-berlim

Considerada a galeria de arte ao ar livre de maior duração no mundo, a East Side Gallery possui várias obras onde um dia foi uma parte do Muro de Berlim

Após a Reunificação das duas Alemanhas, 65 guindastes, 175 caminhões e 13 tratores foram utilizados para remover a barreira. Muita parte do que foi retirado acabou sendo utilizado para material de construção e pavimentação de ruas. Entretanto, as partes que foram mantidas intactas foram leiloadas como objetos de arte, compradas ou doadas para museus e Instituições por todo o mundo, como o Imperial War Museum (Museu da Guerra Imperial), em Londres e o Ronald Reagan Presidential Library (Biblioteca Presidencial Ronald Reagan) na Califórnia. Outras partes do muro tiveram destinos ainda mais incomuns, como esses a seguir:

Cassino Main Street Station, Brewery and Hotel, em Las Vegas, Estados Unidos

pedaco-muro-berlim-las-vegas(2)

Talvez o local mais incomum onde estaria o Muro hoje: Está em um banheiro masculino há aproximadamente 20 anos. 3 urinóis estão posicionados entre as placas de concreto que um dia formaram o Muro (elas possuem aproximadamente 3 m de largura e 1,8 m de altura, e estão protegidas por uma camada de vidro). Não se sabe ao certo quem comprou ou trouxe esse segmento do muro: segundo a Corporação que gerencia o local, o Muro já estava no banheiro quando a companhia comprou a propriedade de um outro Cassino nos anos 90.

A “atração” se tornou um dos pontos mais famosos do Cassino: o banheiro teve que ser reformado devido a quantidade de tráfego que ele recebe. Além disso, as mulheres também podem visitar o monumento (desde que o espaço esteja vazio e acompanhadas por um segurança do local

Rua Wilshire Boulevard, Los Angeles, Estados Unidos pedaco-muro-berlim-los-angeles(2)

O trecho mais longo do Muro de Berlim nos Estados Unidos permanece na frente do Edifício Variety, prédio que sedia a revista com esse nome. A estrutura com 26 segmentos tem 25 toneladas e mede 3,7 m de altura e 11,6 m de largura. Os murais de 4 segmentos do Muro são trabalhos originais da era da separação, incluindo um urso verde de um artista de rua conhecido como Bimer. Outros são trabalhos recentes criados por artistas como RETNA, de Los Angeles e Herakut, da própria Alemanha.

O Museu Wende, instituto de pesquisa e educação que preserva artefatos históricos de guerra, trouxe esses segmentos em 2009 para ajudar o governo da Alemanha e a cidade de Los Angeles como parte do The Wall Project, movimento que lembra a queda do muro e continua seu legado, utilizando o concreto como tela de pintura para arte e expressão política.

Hotel Hilton Anatole, Dallas, Estados Unidos pedaco-muro-berlim-dallas(2)

O Hilton Anatole já é reconhecido por abrigar uma coleção imensa de arte que ocupa 27 andares. Para incrementar essa coleção ainda mais, dois segmentos do muro (de 3,6 m de altura e 1,2 m de largura) foram doados por um parceiro alemão da rede de hotéis. A pintura presente foi realizada pelo artista alemão Jurgen Grosse, em 1990. Inicialmente posicionados no jardim do hotel, foram reposicionados para a parte interna em 2011.

Avenida Madison, Nova York, Estados Unidos pedaco-muro-berlim-nova-york

A região próxima ao Paley Park (próximo ao número 520 da Avenida Madison), frequentado por vários empresários e funcionários de escritório, possui cinco segmentos do Muro: Eles tem cerca de 6 m de comprimento e 3,6 m de altura. Foram comprados do governo alemão em 1990 pela empresa dona do parque, a  Tishman Speyer Properties.

Prédio do Grupo Perfil, Buenos Aires, Argentina pedaco-muro-berlim-buenos-aires(2)

20 segmentos podem ser vistos na entrada do escritório do prédio que sedia o jornal argentino Perfil. Comprados em 1991, foram adquiridos (segundo o jornal) por seu significado como símbolo da liberdade, relacionando-se assim com o grupo que exerce o direito a liberdade.

Schengen, Luxemburgo pedaco-muro-berlim-luxemburgo(2)

A vila de Schengen, localizada a sudeste de Luxemburgo, tem pouco menos de 2.000 habitantes. Entretanto, um segmento do Muro foi colocado para representar seu lugar na História da Europa. O tratado de Schengen (que agora consiste em 26 países europeus) foi assinado nesse local em 1985 para conceder os cidadãos de seus Estados membros a viagem livre sem controle de fronteiras.

Junto com a aberura do European Museum (Museu Europeu), o Muro de 2,8m de altura e 1,2m de largura  foi colocado para marcar o 25° aniversário do acordo, sendo um símbolo de uma fronteira que não existe mais.

Parque Europa, Madrid, Espanha pedaco-muro-berlim-madrid(2)

O parque de 233 mil m² na periferia de Madrid exibe 17 réplicas em escala reduzida de marcos emblemáticos de toda a Europa. Junto deles está incluindo um segmento original do Muro de Berlim. Ele foi dado ao parque pela Câmara Municipal de Torrejón de Ardoz, região onde o parque está localizado. Atrás do segmento está uma pequena réplica do Portão de Brandemburgo (por séculos considerado um símbolo da cidade, ele foi bloqueado por intervenção do muro).

Córrego de Cheonggyecheon, Seoul, Coréia do Sul pedaco-muro-berlim-seoul(2)

Três pedaços do muro estão desde 2005 no centro da cidade. Eles fazem parte da Berlin Square (Praça Berlim), um espaço aberto financiado pela cidade de Berlim criado com a expectativa que se torne um lugar onde os cidadãos de Seoul tenham a esperança ou considerem a reunificação das Coreias.

Os segmentos do muro, de 3,5 m de altura e 3 m de comprimento, possuem um lado inteiramente grafitado e o outro totalmente em branco. Além disso, é acompanhado por um poste aceso à gás (tradicionalmente alemão) e uma estátua de um urso azul, símbolo de Berlim.

Jardins do Vaticano, Cidade do Vaticano pedaco-muro-berlim-vaticano(2)

Um grande segmento do Muro de Berlim foi transportado à Cidade do Vaticano em agosto de 1994. Localizado no tranquilo jardim onde os papas têm meditado e relaxado desde o século 13, uma parte de sua pintura possui a figura da Igreja de São Miguel.

Ele foi originalmente adquirido pelo diretor e chefe de equipe de Fórmula 1 da Ferrari (Marco Piccinini) num leilão em Monte Carlo em 1990. Quatro anos depois, doado ao Vaticano como um presente.

Fonte: CNN

 

avião-air-new-zealand-all-blacks

As companhias aéreas sempre procuram uma maneira de se destacar no mercado (e isso sempre fez parte do marketing, como qualquer outra área comercial). Entretanto, a divulgação no meio mais visível da empresa (a própria aeronave) nem sempre é uma tarefa fácil. A pintura de um avião é um recurso extremamente demorado e custoso (tanto para a aplicação quanto a manutenção). É por isso que a grande maioria das aeronaves são quase totalmente brancas.

O Processo

A pintura vai muito além da estética: Ela afeta o peso da aeronave e protege a integridade da fuselagem. O acabamento de toda a superfície é aplicado para proteger as áreas expostas de corrosão e deterioração. Além disso, um avião com uma pintura adequada é mais fácil de se limpar e manter (a parte externa fica mais resistente à sujeiras e impede que outros materiais se aderem à superfície.

pintura avião american airlines

Processo de pintura de um modelo da American Airlines

Uma variedade de materiais é usada, tanto para a pintura como para finalização. Em todo o processo pode-se encontrar o uso de esmaltes,resinas e revestimentos de várias fórmulas diferentes. A pintura possui três componentes: A resina é usada como revestimento, os pigmentos usados para a cor e os solventes para transformar a mistura numa boa viscosidade.

A estrutura interna e os componentes não expostos recebem acabamento para protegê-los de corrosão e deterioração. O acabamento de decoração é feito por último (nessa parte são incluídos listras, logos, emblemas, números e letras).

Alguns modelos únicos

Etihad Airways | Modelo: A320
Avião-Etihad-Formula-1-matéria

A companhia dos Emirados Árabes Unidos é uma das patrocinadoras oficiais do GP de Fórmula 1 de Abu Dhabi. O investimento da marca vai desde a transmissão da corrida diretamente dos voos até a pintura total do avião como meio de divulgação.

Kulula Airlines | Modelos: 737-400 / 737-800
avião-Kulula-Airlines

A plavra Kulula significa “é fácil” na linguagem Ngúni (idioma tradicional que abrange várias línguas de regiões da África). A companhia Sul-africana usa esse significado em todos os aspectos de seus serviços. Entre eles, as aeronaves: São conhecidas por sua cor verde bem distinta e chamativa. Um dos seus modelos, o Flying 101, é coberto por “legendas” que descrevem as diferentes partes do avião.

Air New Zealand | Modelo: Boeing 777-300
avião-air-new-zealand
Em 2009, a aeronave da companhia neozelandesa recebeu uma pintura inteiramente preta, como parte do patrocínio da União de Rugby da Nova Zelândia e da equipe de Rugby nacional (campeã do Mundo) All Blacks. A pintura foi extremamente complexa, exigindo que 14 pintores especialistas no modelo Boeing trabalhassem em turnos, 24 horas por dia para completar o serviço.

Concorde (Versão Pepsi)
avião-concorde-pepsi

O Concorde, (modelo de avião de passageiros supersônico) era operado graças a um consórcio formado pela British Aircraft Corporation (BAC) e a francesa Aérospatiale. Obteve bastante notoriedade por conseguir voar rotas comerciais em menos da metade do tempo de aviões comuns.

Toda essa fama chamou a atenção da Pepsi, que decidiu patrocinar a aeronave para apresentar sua nova marca em 1996. Entretanto, a pintura das asas precisava continuar branca, para manter a temperatura do combustível. Além disso, devido a alta velocidade gerada no voo (Mach 2.04), ela só poderia voar até 20 minutos para preservar sua pintura azul. É compreensível, então, que a pintura de patrocínio não era um meio tão lucrativo.

JetBlue Airways | Modelo: A320
avião-jetblue-redsox

A companhia Norte Americana (aqui batizada como Azul Linhas Áereas) foi em 2012 a representante oficial do time de beisebol Red Sox, de Boston. Sua pintura tradicionalmente azul foi alterada para o cinza e vermelho característico do time, junto com seu emblema oficial.

Germanwings | Modelo: A319
avião-germanwings-urso

A companhia alemã lançou essa pintura especial em 2009, para promover o turismo na cidade de Berlim. Suas cores e desenhos formam a figura de um urso, junto com o brasão e cores características da bandeira alemã na cauda do avião.

Nok Air | Modelos: ATR 72-500 / Boeing 737-800 / Saab 340B
avião-nok-air

A companhia Tailandesa fundada em 2004 opera em voos domésticos por toda a Tailândia. Seu diferencial é que toda sua frota é composta de aviões temáticos, coloridos e chamativos. Além disso, todos eles possuem o bico de pássaro pintado na ponta da aeronave, que é idêntico ao logo da empresa.

Fontes:
Jalopnik
Huffington Post
FAA.gov

 

 

Souvenirs x pontos turísticos

À primeira vista, parece ser um monumento/paisagem que sempre vemos. Mas olhando com atenção, você verá que é apenas um objeto de decoração, também chamado de Souvenir.

Continue lendo

Um dos fatos sobre as várias cidades e países ao redor do mundo que poucas pessoas imaginam é que elas possuem logotipos oficiais. Normalmente usado para fins comerciais, o logotipo é a principal representação de uma marca, com o objetivo de demonstrar de uma forma simples suas principais características (ou seja, a “personalidade” da marca representada). Segundo o dicionário:

(logo- + -tipo)

1. Conjunto formado por letras e/ou imagens, com design que identifica, representa ou simboliza uma entidade, uma marca, um produto, um serviço, etc.
2. [<dominio_ext_pb>Tipografia]  Conjunto de letras fundidas numa peça única.

Na questão do turismo, o logotipo (bem como toda sua identidade visual), pode auxiliar muito a vida do turista e contribuir com o reconhecimento das cidades. É possível reconhecer atrações oficiais, obter informações em locais autorizados e não se perder com um bom sistema de sinalização.

Amsterdã (Holanda)

logo oficial Amsterdã
Amsterdã slogan

O logo da cidade foi alterado em setembro de 2004. A cidade precisava de um novo posicionamento, uma nova marca que representasse seus benefícios e principais características. “I amsterdam” (traduzido como “Sou Amsterdam”) se tornou o slogan oficial. Foi escolhido por ser considerado simples, curto e fácil memorização.

O logo, a letra “X” repetida três vezes, é inspirado no brasão oficial da cidade: por volta de 1505, o brasão foi criado por representar Santo André, que acredita-se que foi crucificado em uma cruz em forma de “X”. Acabou se tornando uma coincidência que esse símbolo é similar à abreviatura de entretenimento adulto, muito presente na cidade.

Aplicação

marca amsterdã marca iamsterdam

Cidade do México (México)

logo oficial  méxico

Alterado recentemente em 2009, o logo têm como objetivo representar um dos monumentos mais icônicos da cidade: “O Angel de la Independencia” (O Anjo da Independência), construído em 1910 para celebrar o centenário da Guerra da Independência do México.

Aplicação

marca cidade do México

Berlim (Alemanha)

logo oficial  Berlim

Berlim slogan

O logo representa um dos marcos mais visíveis e famosos da cidade, o Brandenburger Tor (“O Portão de Brandenburgo”). Único monumento remanescente de uma série de outras entradas de Berlim, é considerado o “Arco do Triunfo” dos alemães.

O slogan criado para representar a cidade usa a palavra “be” para indicar o verbo “ser” e ao mesmo tempo a inicial de “Berlim”. A forma do monumento representa o resto do nome da capital. Tudo foi pensado com um visual simples, reto e prático. Outro fator que contribuiu a construção da marca foi a nomeação de Cidade do Design pela Unesco, em 2005.

Aplicação

marca be berlim

Fonte:

%d blogueiros gostam disto: