Tag Archive: austrália


Viajar e visitar uma bela praia já é uma experiência revigorante. Se for somado ainda a sorte de presenciar a bioluminescência, a visita vira inesquecível!
Também conhecido como maré vermelha (por alguns casos em que a água a água ganha um tom vermelho-enferrujado), esse fenômeno natural ocorre com várias espécies, vertebradas e invertebradas, por reações químicas que resultam em luz. No caso dos mares, várias dessas luzes são formadas por microorganismos, como plânctons que se utilizam dessa técnica para afugentar alguns tipos de predadores.

A reação química que ocorre nos organismos é parecida com o funcionamento de um bastão luminosos. Os plânctons se “acendem” com qualquer agitação, apesar de ser por apenas alguns momentos. Quanto maior a agitação, mais forte será o brilho (normalmente, os barcos que ajudam a criar os efeitos mais intensos). Alguns lugares atraem mais ou menos tipos desses organismos dependendo dos nutrientes das águas, mas o resultado nunca deixa de ser quase mágico! Abaixo algumas locações em que esse tipo de evento é mais comum:

 

Oceania


Cairns, Austrália

Cairns australia

O tipo de ambiente dessa cidade australiana é muito favorável para a floração de algas. As flores das plantas são levadas pelas águas carregando milhões de organismos luminosos.

Lagos de Gippsland, em Victória, Austrália

Gippsland, em Victoria australia2 Gippsland, em Victoria australia

Vários incêndios ocorreram na região em 2006, seguidos por uma forte enchente, em 2007. Esses eventos levaram a um crescimento altíssimo de cianobactérias (também conhecidas como algas verde-azuladas). Após aproximadamente um ano, as flores das algas se desenvolveram, tornando o ambiente propício para este fenômeno.

América do Norte

Praia de Manasquan, Nova Jersey, Estados Unidos

Manasquan Beach, NJ

Mission Bay, San Diego, Califórnia, Estados Unidos

Mission Bay, San Diego, Califórnia

Praia de Torrey Pines, San Diego, Califórnia, Estados Unidos

Torrey-Pines-Beach,-San-Diego

 

Cortez, Flórida, Estados Unidos

cortez florida

América central – Caribe

Mosquito Bay, Vieques, Porto Rico

mosquito-bay2 mosquito-bay

Na região do Caribe, esse fenômeno já era registrado desde o período colonial. No século 17, exploradores espanhóis tentaram fechar a baía de mosquito bay e separá-la do mar, tentando impedir a bioluminescência. O motivo dessa tentativa foi o fato de acreditarem que as luzes eram criação do diabo. Ao reduzir o fluxo da água do mar na baía, os espanhóis aumentaram a concentração de vitamina b12 (liberada pelas árvores dos manguezais), e também aumentaram drasticamente o número de microorganismos. Um galão normal de água da baía continha cerca de 750 mil destes seres.

Trelawny, Jamaica

Luminous-Lagoon,-Trelawny,-Jamaica2 Luminous-Lagoon,-Trelawny,-Jamaica

 

Ásia

Ilhas Maldivas

Alguns desses organismos são grandes o suficientes para se ver a olho nu. Eles se estendem por grande parte da praia e o visual se assemelha com glitter (Ao andar, ou nadar sobre eles, até mesmo as pegadas na areia brilham!)

maldivas2 maldivas

Krabi, Tailândia

krabi tailandia

Toyama, Japão

japao

Este caso não são exatamente plânctons. Estas são lulas que emitem luz por todo seu corpo. Apesar de normalmente viverem nas profundezas do mar, a maré pode empurrá-las para a superfície.

Europa

Zeebrugge, Bélgica

belgica

Os tipos de organismos dessa região são chamados de “faísca do mar”. A água nutritiva e uma alta fonte de alimentos para o plâncton são uma boa combinação para crescerem nessa local.

Norfolk, Inglaterra

inglaterra

A cidade é uma das mais conhecidas para se ver o fenômeno no Reino Unido. O brilho também pode ser visto em águas rasas e salgadas, principalmente depois de um longo período de luz do sol.

Fonte:
Matador Network

 

 

Anúncios

Você sempre gostou de resolver enigmas e labirintos em revistas? Algumas pessoas levavam isso mais a sério: Em várias regiões do mundo, os labirintos eram usados como armadilhas para maus espíritos e locais para danças e rituais religiosos. Na Idade Média, o significado espiritual se tornou ainda mais forte: Era como uma travessia para se chegar a Deus, e seu caminho era considerado uma peregrinação. Antes usados como itens de religião e meditação, hoje são considerados como  um entretenimento. Entretanto, isso não tirou a grandeza de inúmeras obras que existem pelo Mundo:

Plantação de Abacaxis da Dole (Dole Plantation) – Hawaii, Estados Unidos
labirinto-dole-plantation-hawaii-abacaxi
Considerado o labirinto mais comprido do Mundo pelo Guinness em 2001, ele se localiza em Waimea Bay, na Ilha de Oahu no Hawaii. Quem “criou” essa estrutura foi a Dole Corporation, empresa alimentícia que desenvolveu na região uma extensa plantação de abacaxis. É possível observar boa parte da flora presente nas ilhas enquanto se busca as estações que ajudam a completar o desafio do labirinto. Os “competidores” que terminarem o percurso mais rápido ganham um prêmio e entram na História do Labirinto, tendo seus nomes gravados numa placa logo na entrada da atração.Além disso, também é possível obter um tour de 20 minutos que mostra o legado do cultivo de abacaxis e a agricultura no Hawaii. o Plantation Garden Tour oferece aos visitantes uma oportunidade de conhecer o passado e o presente da agricultura do Estado.

 

Labirinto de Reignac-sur-Indre – Touraine, França
labirinto-Reignac-sur-Indre-franca
Localizado em Touraine, província da França, já foi considerado o maior labirinto feito de plantas do Mundo. Por conta das estações do ano, muitas vezes aparece com um novo visual na primavera após a intensa neve do inverno, graças a uma jardinagem cuidadosa e planejada. Em 1996, em seu ano de estreia, mais de 85 mil pessoas aceitaram o desafio de encontrar o caminho no labirinto de 40 mil m².
Fazenda Cherry Crest Adventure, Pensilvânia, Estados Unidos 
labirinto-Cherry-Crest-milho-pensilvania
Essa plantação de milho em Lancaster County, na Pensilvânia é tão desafiadora que dois instrutores “mestres” trabalham em tempo integral para guiar turistas perdidos que tentam atravessar o labirinto de mais de 4 km de caminhos (cheio de pátios, pontes e curvas inesperadas.


Fazenda Davis Farmland, Massachusetts, Estados Unidos
labirinto-milho-davis-mega-maze-Massachusetts
O labirinto Davis Mega Maze é considerado único. Isso porque sua estrutura muda completamente a cada ano (por isso os visitantes nunca sabem o que vão encontrar em seu passeio).

 

Jardim do Palácio de Longleat, Inglaterra 
labirinto-palacio-longleat-inglaterra
Faz parte de um jardim do palácio rural próximo a cidade de  Warminster, na Inglaterra. Suas mais de 16 mil  árvores formam um percurso de cerca viva que cobre mais de 3 km de caminhos. As pontes de madeira construídas dentro do terreno revelam  outra característica incomum: É um labirinto com três dimensões.
Ashcombe – Austrália
labirinto-Ashcombe-australia 
A cidade de Ashcombe fica próxima de Melbourne, e abriga o que é hoje considerado o mais antigo labirinto da Austrália. Como recorde mundial, também é o mais velho labirinto de flores, com 217 variedades de rosas em 1.200 arbustos.

 

Lands End, São Francisco – Estados Unidos
labirinto-Lands-End-sao-francisco
Na cidade de São Francisco, em sua área da baía, está o labirinto de Lands End. Sua vista permite observar a Golden Gate, toda a baía, a Angel Island e boa parte do horizonte da cidade. É conhecido por vários espiritualistas por ser um lugar de grande beleza e tranquilidade.

 

Labirinto de água em Victoria Park – Bristol, Inglaterra
labiritno-Victoria-Park-agua-bristol-inglaterra
Esse labirinto de água fica ainda mais distinto quando é cheio pela água da chuva. É distinto por ser baseado no labirinto da Catedral de Chartres, da França, tendo uma simbologia muito importante na concepção cristã. Com uma simbologia que remete à figura da cruz, os fiéis acreditam que devem andar num padrão particular pelo caminho.
Villa Pisani – Stra, Itália 
labirinto-vila-pisani-italia
Criado no começo do século 18, é considerado como um dos mais difíceis do mundo. Está localizado na cidade de Stra, na Itália, e possui várias camadas de vias em doze círculos concêntricos, com arbustos bem altos, que levam até uma torre ao centro. Se tornou muito famosa por ser visitada por figuras históricas, como Napoleão Bonaparte, Adolf Hitler e Benito Mussolini.

Fontes:
Environmental Graffiti
Web Ecoits

praia-colorida

A imagem de uma praia nos dá a ideia de uma figura comum: a presença do mar e a areia bege característica. Entretanto, existem lugares ao redor do mundo que essa cor não está presente (muito pelo contrário).

Continue lendo

%d blogueiros gostam disto: