Tag Archive: arte


Talvez uma das características mais marcantes sobre o Estado Havaiano seja a variade de suas cores: Seja em relação às suas flores oficiais, praias com areias coloridas ou a diversidade de atrações naturais. Entre elas podemos citar a deslumbrante presença dos Eucaliptos Coloridos (chamados por lá de Rainbow Eucalyptus – Ou Eucalipto Arco Íris)

Eucalipto-colorido-arco-iris

Se você já se questionou se existe um Arco íris com vida, pode-se afirmar que essa planta chega muito próximo dessa definição: Seus tronco é considerado uma das mais impressionantes criações do mundo das árvores!

Apesar de parecer uma árvore com uma casca colorida, sua estrutura continua se alterando continuadamente: Apesar das camadas da casca serem lisas, elas se soltam em vários pontos da árvore em diferentes períodos de tempo (revelando novas cores e mantendo o aspecto de arco-íris). Como cada camada de casca vai envelhecendo lentamente, ela muda de verde brilhante até o verde escuro. Depois, ganha um tom azulado até se tornar roxo. Em seguida, muda de rosa até o tom de laranja, até finalmente atingir a cor marrom, onde ocorre a esfoliação. Como esse processo acontece em diferentes partes do tronco (e em tempos diferentes de duração) ao mesmo tempo, as cores variam muito e estão em constante mudança. Como resultado, a árvore nunca vai ter o mesmo padrão de cor, fazendo com que ela vire uma ‘obra de arte viva’.

Origem

Eucalipto-colorido-arco-iris2

Chamada pelo nome científico de  Eucalyptus deglupta,  a origem da árvore ainda não é precisa, mas acredita-se que a espécie tenha surgido nas Filipinas (mais especificamente na ilha de Mindanao). Sua relação com o Hawaii começou em 1929, quando foi introduzida no Jardim Botânico de Wahiawa para reflorestamento. Presente com poucas unidades na ilha de Oahu, agora pode ser encontrada em todas as ilhas. Essa espécie de eucalipto é a única encontrada naturalmente no Hemisfério Norte, podendo ser vista também em países como Nova Guiné, Indonésia, e (obviamente) nas Filipinas. Pode ser vista também (como um tipo de criação exótica) no Brasil, Congo, Costa Rica, Cuba, Honduras, Malásia, Porto Rico, Taiwan e até mesmo na China.

De acordo com o World Agroforestry Centre (Ou centro Agroflorestal Mundial – órgão de pesquisa e proteção de florestas), essa árvore pode crescer até 75 metros de altura, com um diâmetro de até 240 cm de largura. É uma espécie que não costuma crescer em áreas com seca prolongada. Costuma ser plantada muito mais em regiões úmidas e tropicais por se adaptar melhor em climas onde os índices de chuvas anuais são muito altos. Entretanto, ela não suporta enchentes prolongadas e é extremamente sensível ao fogo.

Eucalipto-colorido-arco-iris3No Hawaii

Várias regiões do Hawaii são ótimas para avistar essas árvores: Entre elas estão a região de Tedeschi Winery (Vinícula de de Tedeschi), área do distrito de Kula. Essa região é tradicionalmente agrícula se localiza no interior da ilha de Maui. A Ilha também possui um dos  maiores conjuntos desses eucaliptos na Hana Highway (Ou  Rodovia de Hana).

Essa famosa estrada com mais de 600 curvas e 53 pontes possui vários grupos dessas árvores por todo seu percurso até a chegada a comunidade de mesmo nome. Entretanto, é recomendado cuidado e informação, pois vários locais onde se encontram essas árvores são propriedades privadas. Além disso, a rodovia possui poucas áreas de parada (por isso a necessidade de cautela caso se queira parar para apreciar as árvores).

Para quem é residente dos Estados Unidos e deseja ter seu próprio exemplar, o Site Oficial oferece árvores a venda, bem como todas as informações sobre a árvores, cultivo e cuidados.

hana-highway

Hana Highway

Fontes:
Examiner
Love These Pics

Anúncios

Vista-veneza-italia

O serviço do Google, o Street View, inovou mais uma vez: A cidade de Veneza, na Itália, (famosa por sua rede de canais, becos e ruas de paralelepípedos) foi totalmente mapeada: É possível observar cada aspecto dos locais usando somente a tela do computador.

veneza-Google-Street-View

Os funcionários do Google passaram dois meses para finalizar o trabalho (o projeto ocorreu durante Abril e Maio desse ano). Para conseguir mapear toda a cidade, contaram com a Trike, espécie de triciclo que substitui o papel do carro em locais públicos e espaços históricos. O diferencial para conseguir alcançar os locais mais difíceis foi uma câmera especial usada nas costas dos usuários (chamada de Trekker): Ela foi criada especificamente para locais que são inacessíveis de se chegar de carro. Pesando cerca de 20 kg e medindo um pouco mais de um metro, seu diferencial é que consegue tirar fotos a cada 2,5 segundos, coletando imagens em 360º enquanto é carregada. Para conseguir mapear os caminhos pela água, as câmeras/mochilas Trekker também foram levadas juntas através dos barcos (Essa parte foi apelidada no projeto como Google Gôndola).  

veneza-Google-Street-View3

Além disso, o Google também fez parcerias com museus da cidade, como o Museu Correr (Localizado n praça de São Marcos), o Museu Del Vetro (conta a História do vidro) e a Galeria Internacional de Arte Moderna Ca’ Pesaro para fornecer acesso online à várias obras de arte em suas coleções. Essa parceria faz parte do projeto Google’s Cultural Institute (Instituto Cultural do Google): Ele fornece um arquivo digital de obras de arte, monumentos e locais de patrimônio cultural em todo o mundo.

veneza-Google-Street-View2

O mapeamento de Veneza é uma das últimas cidade da Europa Ocidental a ser adicionada ao serviço do Street View (o projeto se iniciou em 2007). No total, o serviço de mapeamento da cidade italiana contabilizou mais de 426 km de imagens a pé e mais de 183 km de imagens via barco. Agora, é possível visitar a Praça de São Marcos, cruzar o Rialto e aproveitar um passeio a beira mar pelo Grande Canal de Veneza sem precisar sair da frente do computador: Para conferir todos os locais da cidade italiana, é só visitar aqui!

Outros lugares que também já foram visitados foram A Barreira de Corais na Austrália, a Bacia Amazônica, o Monte Everest, o Grand Canyon e mais recentemente o Cristo Redentor.

Fontes:
Mashable
The Guardian

viva vancouver logo

Imagine as ruas de Vancouver transformadas em espaços públicos únicos, com atrações que culturais que instigam a população a passar mais tempo nas ruas. O evento conhecido como Viva Vancouver, está em sua segunda edição. Com duração de 6 de julho a 1 de setembro, o festival tem por objetivo ajudar a cidade no projeto de se tornar a mais verde do mundo até 2020, apoiando o transporte sustentável e beneficiando a qualidade de vida dos moradores e empresas locais. É também considerado um evento multicultural, pois há a presença de apresentações de outros países (inclusive a capoeira, famosa arte marcial brasileira)

Entre os destaques das atrações, alguns deles são realizados pensando na questão de conscientização ambiental:

– Arte, música e compras na Granville Street

viva vancouver

Os pedestres poderão, em todos os finais de semana, apreciar obras de arte caseiras, música ao vivo, performances de dança e um mercado na própria rua.

– Percurso de Bike

viva vancouver bike

Evento ciclístico para todas as idades. É possível utilizar a própria bicicleta para treinar na pista de obstáculos, aprender sobre o espaço reservado à bicicleta nas ruas e avenidas e as regras de trânsito.

– Summertime Plaza

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

No meio do coração da cidade, foram instalados assentos de descanso de estrutura “deck” e guarda-sóis funcionamento 24 horas. É um incentivo ao descanso e a socialização no meio de uma cidade com vias movimentadas e frenéticas.

– Vagas de ruas transformadas em ambientes sociais

viva vancouver parklet

viva vancouver parklet2

O evento lançou para 2013 o projeto “Parklet”, que são pequenas vagas de veículos presentes nas ruas transformadas num novo ambiente, onde as pessoas podem se sentar, relaxar e aproveitar a cidade. Elas consistem numa extensão de uma vaga, e podem conter bancos, mesas, cadeiras e estacionamento de bicicletas. Os Parklets sãao patrocinados por uma empresa parceira privada, mas todo o seu uso deve ser gratuito e disponível à toda população.

%d blogueiros gostam disto: