Tag Archive: alemanha


Já imaginou aproveitar a sua viagem e fazer uma visita em algum lugar icônico visto por algum filme? Diferente de locações privativas (como já mostradas algumas mais utilizadas em outra matéria), alguns lugares são usados para filmagens externas e acabam sendo deixadas do mesmo jeito após sua utilização. Outros se tornam até atrações turísticas, como o caso do Condado dos Hobbits, da franquia Senhor dos Anéis, localizado na Nova Zelândia.

O site discractify reuniu alguns lugares que ainda podem ser visitados para se relembrar das obras do cinema:

Porto Royale – Piratas do Caribe (Pirates of the Caribbean) – 2003
piratas caribe port royale2

Baía de Wallilabou bay, em São Vicente e Granadinas

Uma das locações principais do sucesso da Disney (que é baseado em uma de suas atrações), esse  porto foi construído com base em um hotel e restaurante local. Toda a baía ficou lotada com centenas de atores e réplicasde navios durante as filmagens do filme. Hoje, ainda é possível observar cenários e objetos (até rélicas de canhões). Foi decido manter oset mais intacto possível, sendo constantemente restaurado. Além disso, um museu também está sendo inaugurado, com todo o registro das filmagens.

piratas caribe port royale

Distrtito 12 – Jogos Vorazes (The Hunger Games) – 2012
jogos vorazes distrito 12

Henry River Mill Village, North Carolina.

As casas característocas do Distrito foram abandonadas pela indústria têxtil em 1920, e estão no mesmo local (e com o mesmo visual) desde então.
jogos vorazes distrito 12-3jogos vorazes distrito 12-2

Campo de concentração Plaszów – A Lista de Schindler ( Schindler’s list) – 1993

lista de Schindler polonia2

Krakow, Polônia

A réplica em ruínas é quase tão assustadora quanto a original. Os acontecimentos históricos retratados durante a Segunda Guerra deixaram impacto na região até hoje que conta com um memorial em homenagema todas as vítimas da concentração nazista.
lista de Schindler polonia

Augsburgo – João e Maria – Caçadores de bruxas (Hansel and Gretel: Witch Hunters) – 2003
joao-maria-cacadores-bruxas-alemanha
Por conta das duras críticas recebidas pelo filme, o set usado para tetratar uma antiga vila da Alemanha foi rapidamente abandonado. É possível encontrá-lo na floresta, em alguns quilômetros distantes de Berlim
joao maria cacadores bruxas alemanha3 joao maria cacadores bruxas alemanha2

Cenas de a Paixão de Cristo (The passion of the Christ) – (2004)
paixao de cristo roma3

Roma – Itália

Com aspecto clássico e perfeito para filmes de época, os Estúdios Cinecittà foram construídos no final da década de 30, bem próximos de Roma. Passaram por várias fases, desde a ascenção de Benito Mussolini, decadência e quase-falência, até o uso de filmagens consagradas e inauguração para visitas
paixao de cristo roma

Cenas do Vietnã – Nascido para Matar (Fullmetal jacket) –  1984
full metal jacket nascido para matar2

A indústria de gás da Beckton (Beckton gas work) , Londres, na Inglaterra.

Como o diretor Stanley Kubrick não gostava de viajar, grande parte do filme (que retratava o Vietnã) foi filmado nessa locação (já abandonada), sendo também aproveitada para muitas cenas de ação.
full metal jacket nascido para matar

Gotham City – Batman – 1989
batman 1989 gotham city filmagens3

Buckinghamshire, Inglaterra

A cidade protegida pelo herói foi deixada após o término das filmagens. Apesar do terreno do local estar aparentemente demolido, ainda é possível observar o Banco de Gotham e outros prédios e objetos (até mesmo o cofre do Batman) mesmo após tantos anos passados.

batman 1989 gotham city filmagens2 batman 1989 gotham city filmagens

O submarino – O segredo do Abismo (The abyss) – 1989
o segredo do abismo the abyss

Gaffney, South Carolina.

O famoso e elogiado thriller, que retrata uma equipe em busca de um submarino nuclear, usou enormes estruturas cheias de água para simular as cenas de oceano e subaquáticas. Hoje é possível encontrar o que sobrou de várias partes e totalmente sem água.
o segredo do abismo the abyss2 o segredo do abismo the abyss3

Vila Sweethaven – Popeye – 1980
vila popeye sweetheaven malta2

O registro de Popeye nos cinemas (que contou com Robin Williams no papel principal), foi filmado numa pequena vila de Malta, construída especificamente para o longa. Depois que as filmagens terminaram, foi constatado que era mais barato deixar a vila intacta do que demoli-la. E assim se tornou mais um local icônico para quem gosta de reviver um filme.
vila popeye sweetheaven malta

Missões espanholas – O Patriota (The Patriot) – 2000
o patriota missoes espanholas Cypress Gardens carolina sul3

Cypress Gardens, South Carolina.

Historicamente, as missões espanholas eram várias igrejas que serviam como “postos” pela igreja católica para auxiliar na catequização e divulgação do cristianismo entre os nativos da América do Norte. Uma dessas antigas estruturas usadas no set do filme ainda pode ser encontrada na região
o patriota missoes espanholas Cypress Gardens carolina sul o patriota missoes espanholas Cypress Gardens carolina sul2

Cidade de Spectre – Peixe Grande e Suas Histórias Maravilhosas (Big Fish) – 2003
peixe grande spectre filme

Montgomery, USA.

O local que representa a pequena e poética cidade ganhou um ar assombrado após uma década do término das filmagens
peixe grande spectre peixe grande spectre2

Cena de fuga – O fugitivo (The fugitive) – 1993
o fugitivo

Dillsboro, North Carolina.

O blockbuster (que contava com nomes de sucesso como Harrison Ford e Tommy Lee Jones) é até hoje lembrado de uma cena icônica, utilizando um acidente de ônibus penitenciário. Os restos de todo o estrago da tomada ainda está visível no local.
o fugitivo Dillsboro, carolina norte trem onibus o fugitivo Dillsboro, carolina norte trem onibus2

O restaurante – Lopper – 2012
looper restaurante Napoleonville, Louisiana3

Napoleonville, Louisiana.

O estabelecimento é facilmente reconhecível pela lembrança do filme, onde o personagem (vividos por Bruce Willis e Joseph Gordon-Levitt) se encontra com ele mesmo, em diferentes versões do tempo. O que restou do set foi somente a estrutura do restaurante, no meio de um campo deserto
looper restaurante Napoleonville, Louisiana looper restaurante Napoleonville, Louisiana2

A cidade da fronteira – Três Homens em Conflito (The good, the bad and the ugly) – 1966
Tres Homens em Conflito Deserto almeria3

Deserto de Tabernas, Almeria, Espanha

A pequena locação espanhola localizada no deserto de Tabernas já serviu como cenário para mais de 200 filmes. Por ser  o único semi-deserto em toda a Europa, possui semelhanças com os desertos norte-americanos, norte da África e deserto da arábia, facilitando muito como locação para diferentes filmes. Desde 1950, serviu como local de filmagens para o estilo clássico de faroeste. Apesar do gênero terperdido a força e a diminuição de gravações, hoje ainda é usado para diferentes filmes e séries.
Tres Homens em Conflito Deserto almeria2 Tres Homens em Conflito Deserto almeria


Fonte:
Distractify

Anúncios

champanhe-estourando

Todos já estamos acostumados com a clássica visão da celebração do Ano Novo: Vários fogos de artifício, shows e a famosa contagem regressiva nas principais cidades do Mundo (Nova York, Sydney, Rio de Janeiro…). Entretanto, nem todos os lugares celebram assim. Em algumas regiões específicas, os costumes podem adicionar muita variadade na celebração. Aproveite o clima de comemoração e conheça algumas tradições (estranhas) em outros países e comemore na próxima vez que for viajar!

Irlanda – Folhas de visco são colocadas no travesseiro

folhas-de-visco

As mulheres solteiras na Irlanda esperam para a noite de Ano Novo para aguardar a chegada do seu amor verdadeiro. As folhas de visco é colocada embaixo do travesseiro na esperança que no próximo ano seja possível encontrar seu futuro marido. Além disso também acredita-se que o visco ajuda a se livrar do azar. Detalhe que o visco também é usado na cultura norte americana (simbolizando um beijo para o casal que estiver presente abaixo da planta).

Dinamarca – Quebra de pratos (na porta dos vizinhos)
pratos-quebrados-dinamarca

Nessa época do ano, quebrar pratos, copos, vidros e outros utensílios de cozinha na porta dos vizinhos (estranhamente) os deixam contentes: A família com o mais número de objetos quebrados é considerada com mais sorte por ter os amigos mais leais.

México – Conversas com espíritos
mexico-celebracao-espiritos

No México, conversar com espíritos já faz parte da cultura e costumes locais: Os mexicanos acreditam fielmente que podem se comunicar com a alma dos seus entes queridos (Sua celebração, o Dia dos Mortos é comemorado em 2 de Novembro). A Noite de Ano Novo é considerada a melhor época para se comunicar com aqueles que já se foram para transmitir uma mensagem pedindo por orientação. Essa prática não é feita em casa, ou individualmente: vários estabelecimentos oferecem “sessões” de comunicação com a espiritualidade e meditação.

Filipinas – Formas redondas nas roupas e comida
circulos-bolinhas-roupas

A regra no Ano Novo é usar tudo que possa ser redondo: As ruas ficam cheias de pessoas usando roupas com estampas de bolinhas ou qualquer outra forma circular. Além disso, as refeições são compostas por frutas e ingredientes com formatos redondos. Os locais acreditam que isso irá trazer prosperidade, pois eles associam as formas arredondadas com moedas e riqueza.

Escócia – Festival de fogo
Hogmanay-Festival-escocia

O Hogmanay Festival, um perigoso festival que ocorre sempre no último dia do ano, envolve uma passeata de várias pessoas que cruzam as ruas segurando bastões com bolas de fogo. Elas ficam girando os bastões várias vezes sobre a cabeça para trazer purificação e iluminação. De acordo com os locais, essa celebração é quase tão antiga quanto os vikings (por esse motivo o festival é celebrado de forma temática, com várias tradições e cantorias).

Alemanha – O mesmo programa de tv todos os anos
dinner-for-one-seriado

Para quem achava que o Brasil era o único país com suas programações de tv repetidas (com os mesmos shows de Roberto Carlos todo ano), a Alemanha possui um equivalente (ou quase). Já é costume no país assistir o mesmo programa de tv em toda noite de Ano Novo. O “Dinner for One” é um sketch  humorístico inglês desenvolvido para o teatro, e mais tarde lançado na tv em 1963, que conta a história de uma senhora que tem o mesmo tipo de jantar todo ano. Na Alemanha, virou costume assistir desde 1972, e não parou desde então (virando um programa praticamente integrado nos horários de vários canais de televisão).

Holanda – Canhões de balde de leite
canhão-escocia-ano-novo

Uma vez por ano, vários holandeses enchem baldes de leite com carboneto e água, martelam a tampa (selando o balde) e esquentam com uma tocha. A mistura química resulta num “canhão caseiro” que explode para celebrar o Ano Novo. O ritual foi criado antigamente para espantar maus espíritos e foi mantido desde então.

Fontes:
Smashing Lists
Cracked

bandeira-alemanha-muro-berlim-rachado

Um dos fatos mais conhecidos da capital da Alemanha, Berlim, foi o seu muro que dividiu (entre os anos de 1961 a 1989) não só o território alemão, mas também simbolizou a divisão do mundo em dois blocos durante a Guerra Fria. A estrutura fortificada criada pelo lado Oriental possuía 156,4 km de extensão, cercando completamente o que era então a Berlim Ocidental.

Pouco do que sobrou do Muro de Berlim sobrevive hoje na capital alemã. A barreira icônica que existiu estre os lados Ocidental e Oriental foi derrubada, e seus “pedaços” foram repartidos ou leiloados. Entre 1961 e 1989. Nos dias de hoje, o “trecho” mais conservado do muro (que possui cerca de 1,3 km de extensão) pode ser visto na East Side Gallery, na rua Mühlenstrasse. Para se ter uma ideia do tamanho reduzido, é possível observar o monumento inteiro em pouco menos de 20 minutos.

east-side-gallery-berlim

Considerada a galeria de arte ao ar livre de maior duração no mundo, a East Side Gallery possui várias obras onde um dia foi uma parte do Muro de Berlim

Após a Reunificação das duas Alemanhas, 65 guindastes, 175 caminhões e 13 tratores foram utilizados para remover a barreira. Muita parte do que foi retirado acabou sendo utilizado para material de construção e pavimentação de ruas. Entretanto, as partes que foram mantidas intactas foram leiloadas como objetos de arte, compradas ou doadas para museus e Instituições por todo o mundo, como o Imperial War Museum (Museu da Guerra Imperial), em Londres e o Ronald Reagan Presidential Library (Biblioteca Presidencial Ronald Reagan) na Califórnia. Outras partes do muro tiveram destinos ainda mais incomuns, como esses a seguir:

Cassino Main Street Station, Brewery and Hotel, em Las Vegas, Estados Unidos

pedaco-muro-berlim-las-vegas(2)

Talvez o local mais incomum onde estaria o Muro hoje: Está em um banheiro masculino há aproximadamente 20 anos. 3 urinóis estão posicionados entre as placas de concreto que um dia formaram o Muro (elas possuem aproximadamente 3 m de largura e 1,8 m de altura, e estão protegidas por uma camada de vidro). Não se sabe ao certo quem comprou ou trouxe esse segmento do muro: segundo a Corporação que gerencia o local, o Muro já estava no banheiro quando a companhia comprou a propriedade de um outro Cassino nos anos 90.

A “atração” se tornou um dos pontos mais famosos do Cassino: o banheiro teve que ser reformado devido a quantidade de tráfego que ele recebe. Além disso, as mulheres também podem visitar o monumento (desde que o espaço esteja vazio e acompanhadas por um segurança do local

Rua Wilshire Boulevard, Los Angeles, Estados Unidos pedaco-muro-berlim-los-angeles(2)

O trecho mais longo do Muro de Berlim nos Estados Unidos permanece na frente do Edifício Variety, prédio que sedia a revista com esse nome. A estrutura com 26 segmentos tem 25 toneladas e mede 3,7 m de altura e 11,6 m de largura. Os murais de 4 segmentos do Muro são trabalhos originais da era da separação, incluindo um urso verde de um artista de rua conhecido como Bimer. Outros são trabalhos recentes criados por artistas como RETNA, de Los Angeles e Herakut, da própria Alemanha.

O Museu Wende, instituto de pesquisa e educação que preserva artefatos históricos de guerra, trouxe esses segmentos em 2009 para ajudar o governo da Alemanha e a cidade de Los Angeles como parte do The Wall Project, movimento que lembra a queda do muro e continua seu legado, utilizando o concreto como tela de pintura para arte e expressão política.

Hotel Hilton Anatole, Dallas, Estados Unidos pedaco-muro-berlim-dallas(2)

O Hilton Anatole já é reconhecido por abrigar uma coleção imensa de arte que ocupa 27 andares. Para incrementar essa coleção ainda mais, dois segmentos do muro (de 3,6 m de altura e 1,2 m de largura) foram doados por um parceiro alemão da rede de hotéis. A pintura presente foi realizada pelo artista alemão Jurgen Grosse, em 1990. Inicialmente posicionados no jardim do hotel, foram reposicionados para a parte interna em 2011.

Avenida Madison, Nova York, Estados Unidos pedaco-muro-berlim-nova-york

A região próxima ao Paley Park (próximo ao número 520 da Avenida Madison), frequentado por vários empresários e funcionários de escritório, possui cinco segmentos do Muro: Eles tem cerca de 6 m de comprimento e 3,6 m de altura. Foram comprados do governo alemão em 1990 pela empresa dona do parque, a  Tishman Speyer Properties.

Prédio do Grupo Perfil, Buenos Aires, Argentina pedaco-muro-berlim-buenos-aires(2)

20 segmentos podem ser vistos na entrada do escritório do prédio que sedia o jornal argentino Perfil. Comprados em 1991, foram adquiridos (segundo o jornal) por seu significado como símbolo da liberdade, relacionando-se assim com o grupo que exerce o direito a liberdade.

Schengen, Luxemburgo pedaco-muro-berlim-luxemburgo(2)

A vila de Schengen, localizada a sudeste de Luxemburgo, tem pouco menos de 2.000 habitantes. Entretanto, um segmento do Muro foi colocado para representar seu lugar na História da Europa. O tratado de Schengen (que agora consiste em 26 países europeus) foi assinado nesse local em 1985 para conceder os cidadãos de seus Estados membros a viagem livre sem controle de fronteiras.

Junto com a aberura do European Museum (Museu Europeu), o Muro de 2,8m de altura e 1,2m de largura  foi colocado para marcar o 25° aniversário do acordo, sendo um símbolo de uma fronteira que não existe mais.

Parque Europa, Madrid, Espanha pedaco-muro-berlim-madrid(2)

O parque de 233 mil m² na periferia de Madrid exibe 17 réplicas em escala reduzida de marcos emblemáticos de toda a Europa. Junto deles está incluindo um segmento original do Muro de Berlim. Ele foi dado ao parque pela Câmara Municipal de Torrejón de Ardoz, região onde o parque está localizado. Atrás do segmento está uma pequena réplica do Portão de Brandemburgo (por séculos considerado um símbolo da cidade, ele foi bloqueado por intervenção do muro).

Córrego de Cheonggyecheon, Seoul, Coréia do Sul pedaco-muro-berlim-seoul(2)

Três pedaços do muro estão desde 2005 no centro da cidade. Eles fazem parte da Berlin Square (Praça Berlim), um espaço aberto financiado pela cidade de Berlim criado com a expectativa que se torne um lugar onde os cidadãos de Seoul tenham a esperança ou considerem a reunificação das Coreias.

Os segmentos do muro, de 3,5 m de altura e 3 m de comprimento, possuem um lado inteiramente grafitado e o outro totalmente em branco. Além disso, é acompanhado por um poste aceso à gás (tradicionalmente alemão) e uma estátua de um urso azul, símbolo de Berlim.

Jardins do Vaticano, Cidade do Vaticano pedaco-muro-berlim-vaticano(2)

Um grande segmento do Muro de Berlim foi transportado à Cidade do Vaticano em agosto de 1994. Localizado no tranquilo jardim onde os papas têm meditado e relaxado desde o século 13, uma parte de sua pintura possui a figura da Igreja de São Miguel.

Ele foi originalmente adquirido pelo diretor e chefe de equipe de Fórmula 1 da Ferrari (Marco Piccinini) num leilão em Monte Carlo em 1990. Quatro anos depois, doado ao Vaticano como um presente.

Fonte: CNN

 

avião-air-new-zealand-all-blacks

As companhias aéreas sempre procuram uma maneira de se destacar no mercado (e isso sempre fez parte do marketing, como qualquer outra área comercial). Entretanto, a divulgação no meio mais visível da empresa (a própria aeronave) nem sempre é uma tarefa fácil. A pintura de um avião é um recurso extremamente demorado e custoso (tanto para a aplicação quanto a manutenção). É por isso que a grande maioria das aeronaves são quase totalmente brancas.

O Processo

A pintura vai muito além da estética: Ela afeta o peso da aeronave e protege a integridade da fuselagem. O acabamento de toda a superfície é aplicado para proteger as áreas expostas de corrosão e deterioração. Além disso, um avião com uma pintura adequada é mais fácil de se limpar e manter (a parte externa fica mais resistente à sujeiras e impede que outros materiais se aderem à superfície.

pintura avião american airlines

Processo de pintura de um modelo da American Airlines

Uma variedade de materiais é usada, tanto para a pintura como para finalização. Em todo o processo pode-se encontrar o uso de esmaltes,resinas e revestimentos de várias fórmulas diferentes. A pintura possui três componentes: A resina é usada como revestimento, os pigmentos usados para a cor e os solventes para transformar a mistura numa boa viscosidade.

A estrutura interna e os componentes não expostos recebem acabamento para protegê-los de corrosão e deterioração. O acabamento de decoração é feito por último (nessa parte são incluídos listras, logos, emblemas, números e letras).

Alguns modelos únicos

Etihad Airways | Modelo: A320
Avião-Etihad-Formula-1-matéria

A companhia dos Emirados Árabes Unidos é uma das patrocinadoras oficiais do GP de Fórmula 1 de Abu Dhabi. O investimento da marca vai desde a transmissão da corrida diretamente dos voos até a pintura total do avião como meio de divulgação.

Kulula Airlines | Modelos: 737-400 / 737-800
avião-Kulula-Airlines

A plavra Kulula significa “é fácil” na linguagem Ngúni (idioma tradicional que abrange várias línguas de regiões da África). A companhia Sul-africana usa esse significado em todos os aspectos de seus serviços. Entre eles, as aeronaves: São conhecidas por sua cor verde bem distinta e chamativa. Um dos seus modelos, o Flying 101, é coberto por “legendas” que descrevem as diferentes partes do avião.

Air New Zealand | Modelo: Boeing 777-300
avião-air-new-zealand
Em 2009, a aeronave da companhia neozelandesa recebeu uma pintura inteiramente preta, como parte do patrocínio da União de Rugby da Nova Zelândia e da equipe de Rugby nacional (campeã do Mundo) All Blacks. A pintura foi extremamente complexa, exigindo que 14 pintores especialistas no modelo Boeing trabalhassem em turnos, 24 horas por dia para completar o serviço.

Concorde (Versão Pepsi)
avião-concorde-pepsi

O Concorde, (modelo de avião de passageiros supersônico) era operado graças a um consórcio formado pela British Aircraft Corporation (BAC) e a francesa Aérospatiale. Obteve bastante notoriedade por conseguir voar rotas comerciais em menos da metade do tempo de aviões comuns.

Toda essa fama chamou a atenção da Pepsi, que decidiu patrocinar a aeronave para apresentar sua nova marca em 1996. Entretanto, a pintura das asas precisava continuar branca, para manter a temperatura do combustível. Além disso, devido a alta velocidade gerada no voo (Mach 2.04), ela só poderia voar até 20 minutos para preservar sua pintura azul. É compreensível, então, que a pintura de patrocínio não era um meio tão lucrativo.

JetBlue Airways | Modelo: A320
avião-jetblue-redsox

A companhia Norte Americana (aqui batizada como Azul Linhas Áereas) foi em 2012 a representante oficial do time de beisebol Red Sox, de Boston. Sua pintura tradicionalmente azul foi alterada para o cinza e vermelho característico do time, junto com seu emblema oficial.

Germanwings | Modelo: A319
avião-germanwings-urso

A companhia alemã lançou essa pintura especial em 2009, para promover o turismo na cidade de Berlim. Suas cores e desenhos formam a figura de um urso, junto com o brasão e cores características da bandeira alemã na cauda do avião.

Nok Air | Modelos: ATR 72-500 / Boeing 737-800 / Saab 340B
avião-nok-air

A companhia Tailandesa fundada em 2004 opera em voos domésticos por toda a Tailândia. Seu diferencial é que toda sua frota é composta de aviões temáticos, coloridos e chamativos. Além disso, todos eles possuem o bico de pássaro pintado na ponta da aeronave, que é idêntico ao logo da empresa.

Fontes:
Jalopnik
Huffington Post
FAA.gov

 

 

travessias naturais  holanda

Passagem de animais em rodovia na Holanda

Quem costuma viajar de carro sabe a preocupação constante nas estradas e rodovias em relação à possíveis travessias de animais na pista. Esse tipo de acidentes pode causar consequências graves, tanto para quem dirige quanto para o animal, que não tem a noção do perigo.

Foi pensando nesse tipo de transtorno que vários países europeus desenvolveram as Travessias Naturais (Chamadas em inglês de Wildlife Crossings, Animals bridges ou Ecoducts), estruturas especiais que permitem que animais possam atravessar construções realizadas pelo homem (como rodovias). O tipo de travessia pode incluir também túneis e passagens subterrâneos, viadutos, pontes, etc.

travessia natural Banff National Park Canadá

Passagem no Parque Nacional Banff, Canadá

Podem também ser traduzidas como Pontes Verdes e Ecodutos. As mais comuns são as estruturas construídas entre as estradas para permitir que animais selvagens possam atravessar a via até o outro lado sem correr riscos. As pontes são exclusivas para os animais: os veículos devem sempre atravessá-las. A maioria das estruturas têm 10 metros de altura e 60 metros de comprimento, e normalmente são compostas de solo e vegetação natural para fornecer um habitat adequado a todos os tipos de animais que possam acabar passando pela região.

As primeiras travessias foram construídas na França na década de 50. Outros países europeus (incluindo Holanda, Suíça e Alemanha) têm construído há muitas décadas várias dessas estruturas para reduzir o número de acidentes nas estradas. Nos Estados Unidos e Canadá, essa solução está se tornando cada vez mais comum: milhares de travessias foram construídas nos últimos 30 anos, incluindo passagens, pontes e viadutos.

travessia natural alemanha

Soluções desenvolvidas na Alemanha: tanto por cima quanto por baixo das estradas

É uma solução eficiente para a conservação da natureza, permitindo conexões e reconhecimento dos habitats (o ambiente natural não é dividido). A contribuição financeira também é evidente: Nos Estados Unidos, segundo estudos, 1,5 milhões de colisões ocorrem a cada ano, causando um prejuízo de 8 bilhões de dólares anualmente. Na Europa, meio milhão de colisões são registradas, com 30 mil animais feridos e 300 mortos.

A maior travessia desse tipo encontra-se na Holanda: chamada de Natuurbrug Zanderij Crailo, a estrutura foi completada em 2006 e possui mais de 800 metros de extensão. Entre as áreas que ela atravessa, estão uma linha férrea, parque empresarial, rodovia e um centro esportivo.

Em outros países

travessia carangueijos ilha do natal australia

Exemplo de duas soluções para a travessia de carangueijos na Ilha do Natal, Austrália. Por conta da migração e enorme volume de animais, várias passagens foram desenvolvidas

travessia elefantes quênia

Passagem subterrânea para elefantes no Quênia

 

Fontes
Care2
Twisted Sifter
Amusing Planet

 

Souvenirs x pontos turísticos

À primeira vista, parece ser um monumento/paisagem que sempre vemos. Mas olhando com atenção, você verá que é apenas um objeto de decoração, também chamado de Souvenir.

Continue lendo

A Origem da Oktoberfest

Oktoberfest logo

Todos já ouviram falar da Oktoberfest, o tradicional festival alemão característico pela abundância de cerveja e muitos dias de festa. Entretanto, poucos imaginam sua origem histórica (e mais ainda, a questão dos costumes da época).

Sua descrição oficial conta que o festival começou como uma corrida de cavalos para homenagear o casamento de príncipe Ludwig (ou Luís I da Baviera)  e a princesa Teresa de Saxe-Hildburghausen, em 1810. Por causa da data do casamento (ainda é discutido se ocorreu em 12 ou 17 de outubro), o evento ocorre atualmente sempre em meados de setembro e no começo de outubro (daí o nome Oktober = Outubro, Fest = Festival). Em 1819, a tradição da corrida acabou, dando lugar ao consumo de cerveja e uma atmosfera mais carnavalesca. Os líderes de Munique decidiram que a Oktoberfest seria realizada cada ano, sem exceções. Apesar de originalmente ser uma celebração de um dia, acabou sendo estendida para 16 dias de folia e muita bebida.

Oktoberfest 1845

Gravura sobre madeira, por Goetz, 1845

Entretanto, sua história vai mais além. Já é sabido que o método de preparação da cerveja foi evoluindo ao longo do tempo. Uma das inovações do tipo de preparo ocorreu no final do século 18 (estudos apontam que foi na região central da Baviera – localizada ao sul da Alemanha). Essa inovação mudou a característica da cerveja: Antes, a levedura (ou espuma) subia durante o processo de fermentação (chamado de levedura de alta fermentação), gerando a Ale. Com o novo processo, deixando a levedura abaixo, a cerveja possuía um aspecto mais saboroso (chamado de levedura de baixa fermentação), gerando a Lager. Contudo, para esse novo tipo de cerveja ser feita, era necessário um preparo em um ambiente fresco e preferencialmente gelado.

O preparo antigo era então mantido durante as estações quentes, e quando chegava o outono e a temperatura começava a cair, o preparo da nova cerveja começava. Assim, uma grande festa com muita bebida é realizada, para celebrar o fato de terem boa cerveja mais um ano. O festival acabou sendo aproveitado junto ao casamento do príncipe, e assim como vários festivais e celebrações ao redor do mundo, acabou virando uma tradição marcada por uma data importante.

Oktoberfest celebração

Desde então, a Oktoberfest foi interrompida apenas por causa das guerras, epidemia de cólera e crises financeiras. O aspecto do evento foi gradualmente mudando para o que conhecemos hoje: o uso de vestimentas e músicas tradicionais, bebidas servidas em galões de um litro e a batida tradicional do primeiro barril. O festival se tornou a maior feira de eventos do mundo, com mais de 6 milhões de pessoas presentes a cada ano.

No Brasil, o festival começou em 1976, na cidade de Itapiranga, Santa Catarina, realizado pelos alemães que migraram para o Brasil e seus descendentes. Logo mais a tradição se espalhou para outras cidades do sul do país, como Blumenau, Santa Cruz do Sul, Igrejinha, Marechal Cândido Rondon, Ponta Grossa e São Jorge d’Oeste.

Oktoberfest Blumenau santa catarina

Evento em Blumenau, Santa Catarina, em 2011

Esse ano, as datas de comemoração na Alemanha vão do dia 21 de Setembro a 6 de Outubro. No Brasil, a celebração está marcada para o dia 3 de Outubro até o dia 20 do mesmo mês.

Fontes:

Forbes
Destination360

 

Capa infográfico semáforo pedestres

Recentemente a cidade de São Paulo ganhou um semáforo de pedestres com um aspecto diferenciado: Ele presta homenagem ao Monumento às Bandeiras, um ponto turístico próximo ao Parque do Ibirapuera, na zona sul da cidade.

Continue lendo

%d blogueiros gostam disto: