Quando William McKinley ganhou as eleições presidenciais em 1896, a anexação do Hawaii ao território norte americano foi novamente discutida. Depois de várias negociações, o secretário de Estado John Sherman concordou com um tratado de anexação com os representantes da República do Hawaii.

trabalhadores japoneses plantacao 1885

Trabahadores japoneses – pintura de Joseph Dwight Strong, 1885

O tratado nunca foi validade pelo Senado. Ao invés disso, apesar da oposição da maioria dos Havaianos, a República foi anexada, mas denominada como Território do Hawai (ou seja, estava unido aos Estados Unidos, mas não como um dos estados oficiais). Os lucros do estado começaram a surgir quando Porto Riquenhos começaram a migrar para o território havaiano. Por causa de dois furacões que ocorreram em 1899, a indústria de açúcar foi devastada em Porto Rico (causando uma demanda mundial de produção de açúcar). Os donos das plantações passaram a contratar os exeperientes (porém desempregados) trabalhadores de Porto Rico.

Apesar de várias tentativas de se tornar um estado norte americano, o Hawaii continou sendo um território por mais 60 anos. Os donos de plantações e capitalistas (que mantinham controle do comércio e mercado), consideravam a condição de Território muito conveniente, permitindo que continuassem a importar mão de obra barata (o que é proibido em muitos estados) e lucrar com mais controle no comércio.

Mudanças Políticas – A criação do Estado

Na década de 50, o domínio dos dos de plantações foi finalmente interrompido pelos descendentes de imigrantes. Como eles nasceram em território norte americano, eles eram considerados legalmente cidadãos dos Estados Unidos. O Partido Republicano Havaiano (que era fortemente apoiado pelos donos de plantações), foi tirado do poder. Esperando ganhar total liberdade de votos, os residentes do Hawaii protestaram ativamente pela mudança para condição de estado.

Em Março de 1959, o Congresso aprovou o Ato de União do Hawaii e o presidente Dwight D. Eisenhower assinou a autorização. No dia 27 de Junho do mesmo ano, um referendo foi realizado para perguntar aos cidadãos a decisão de criação do estado, ou a continuidade como um Território. Mais tarde, as Nações Unidas removeram o Hawaii da lista de territórios não autônomos.

Depois da criação do estado, o Hawaii rapidamente se modernizou com o aumento de obras e o rápido crescimento da economia vinda do turismo. Mais tarde, programas de estado promoviam a cultura havaiana, ajudando a espalhar sua imagem aos Estados Unidos e ao mundo.